Está marcado para os dias 17, 18 e 19 de maio o workshop “O pinhão na culinária”, promovido pela Secretaria de Turismo em parceria com a Fundação Cultural de Lages (FCL) e Embrapa Florestas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (49) 3226-1117 ou pessoalmente na secretaria, na avenida Papa João XXIII, 138, bairro Beatriz.Asvagas limitadas.

Em cada oficina, com três turmas diferentes, os aromas e sabores das receitas do livro “O pinhão na culinária” serão apresentados em sete pratos diferentes. Os workshops serão ministrados pela pesquisadora RossanaCatiê Bueno de Godoy, uma das autoras do livro. De acordo com a turismóloga da secretaria, Ana Vieira, a ideia é chamar a atenção para a questão nutricional da semente. “Os interessados em participar do workshop passarão o dia aprendendo receitas doces e salgadas com essa iguaria típica do Sul do país”, destaca.

A Secretaria de Turismo disponibilizará de todos os utensílios para o preparo dos pratos, incluindo os ingredientes. “Pedimos que os participantes levem apenas seus aventais. Cadaum deles ganhará um exemplar do livro que contém cerca de 200 receitas, e uma apostila do curso”, afirma.Conhecido pelo aporte de energia e calorias que pode fornecer para trabalhadores, atletas, crianças e adolescentes em fase de crescimento, o pinhão tem atraído o interesse dos pesquisadores por ser um alimento funcional.

Segundo dados da pesquisadoraRossanaCatiê Bueno de Godoy, é um alimento sem glúten, com altos teores de proteína, fibras alimentares e amido, além de ter menor teor lipídico. O pinhão possui minerais como cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio, fósforo, enxofre e sódio. São encontrados ainda os ácidos graxos linoleico (ômega 6) e oleico (ômega 9). Há também outras características favoráveis à saúde, como baixo índice glicêmico e compostos antioxidantes.