Página Inicial PONTOS TURÍSTICOS
A Bíblia
a_biblia

O monumento tem a forma de uma bíblia e foi criado para homenagear a fé do povo serrano, independente da sua religião. O monumento se localiza na Praça Joca Neves, tem 2m de altura e foi esculpido em metal.

Catedral Diocesana
Catedral Diocesana

Construída em pedra pelos padres franciscanos. Foi concluída em 1922, após 10 anos de construção. Possui vitrais importados da Alemanha. A luz que passa através deles são de uma beleza comovente, produzem sensação de plenitude, eternidade e de paz. Ainda no interior da catedral destaca-se o altar-mor, em estilo gótico e as imagens do Senhor dos Passos e da Nossa Senhora das Dores, esculpidas por um renomado imagineiro, também vinda da Alemanha, impressionam pela delicadeza das expressões e o movimento do drapeado do manto dos Santos.

Ginásio de Esportes Jones Minosso
a_biblia

O ginásio tem capacidade para 5 mil pessoas e foi inaugurado em 2002 durante os Jogos Abertos de Santa Catarina que foram realizados em Lages. Foi construído para abrigar grandes eventos esportivos, como os Jogos Sul Americanos de Vôlei Masculino em 2005, uma competição internacional que reuniu as melhores seleções da América do Sul e teve o Brasil como campeão. Seu nome foi dado em homenagem a um ídolo do futebol lageano que morreu em 1999, vítima de afogamento.

Grupo Escolar Vidal Ramos
a_biblia

Inaugurada em 1912, este foi o quarto colégio a ser inaugurado do estado de Santa Catarina. Após setenta anos de sua inauguração, foi tombado pelo governo do Estado.

Igreja Santa Cruz
a_biblia

Onde tropeiros e viajantes, faziam ao redor do fogo de chão no acampamento, suas reuniões, lazer, descanso, troca de informações, causos, prosas e as vezes um dedilhar de viola e violão ou gaita de ponto. Na oportunidade a rapaziada da Vila iam até o local da pastagem e roubavam dos animais madrinheiros os cincerros e/ou colocavam palhas de milho dentro dos mesmos, esta era uma forma de brincadeira para com os tropeiros e que o lageano ganhou a alcunha de ladrão de cincerro.

Memorial Nereu Ramos
nereuramos

A biografia de Nereu nós mostra uma vida coroada de êxitos políticos: deputado estadual de Santa Catarina em 1911, deputado federal em 1930, deputado constituente em 1933, Governador de Santa Catarina entre 1935-1945, Presidente da República 1955-1956, assumindo o cargo do então Presidente Café Filho. Além de ser parte da história de Lages, Nereu é parte da história do Brasil, e o que podemos conhecer no memorial, através das imagens fotográficas e objetos, da vida social de um político, do cerimonial que cerca o governante de um país, a personalidade e o caráter de um brasileiro.

Mesquita Islâmica
Mesquita Islâmica

Onde tropeiros e viajantes, faziam ao redor do fogo de chão no acampamento, suas reuniões, lazer, descanso, troca de informações, causos, prosas e as vezes um dedilhar de viola e violão ou gaita de ponto. Na oportunidade a rapaziada da Vila iam até o local da pastagem e roubavam dos animais madrinheiros os cincerros e/ou colocavam palhas de milho dentro dos mesmos, esta era uma forma de brincadeira para com os tropeiros e que o lageano ganhou a alcunha de ladrão de cincerro.

Monumento Boi de Botas
boi_botas

O monumento homenageia um apelido que os lageanos receberam por uma importante passagem histórica. Durante a guerra farroupilha um dos combates marcaram uma página na historia de Lages. Em 1839 os farrapos formaram aqui um pelotão de cavalaria que desceu serra abaixo para a tomada de Laguna, junto à Giuseppe e Anita Garibaldi. Durante o combate, os canhões e carretões puxados por bois atolaram na lama e foram retirados à força pela comitiva lageana. O comandante David Canabarro se dirigiu ao coronel Serafim de Moura, que chefiava e expedição e disse: “Seus soldados se portaram com tal bravura e força, como se fossem verdadeiros Bois de Botas”. Em função dessa demonstração de civismo e bravura, o apelido “Boi de Botas” virou sinônimo de heroísmo e orgulha a todos os lageanos.

Monumento Carro de Molas
carro_molas

O monumento faz um importante resgate da história de um meio de transporte coletivo do passado. O Carro de Molas até a década de 50 era muito utilizado por pessoas que vinham do interior e pela comunidade local que também utilizava o transporte para passeios e negócios. A obra foi esculpida em concreto e mede 90m de comprimento. Está localizada na Praça Vidal Ramos Sênior, ao lado do Terminal Urbano, no centro da cidade de Lages, local este que era utilizado como ponto de chegada e partida. .

Monumento Correia Pinto
correia_pinto

O monumento homenageia o fundador da cidade de Lages. O bandeirante paulista Antônio Correia Pinto de Macedo tinha origem portuguesa era fazendeiro e tropeiro, conhecia a região, por isso recebeu a ordem da Capitania de São Paulo, a qual a região fazia parte, de fundar um povoado. O intuito principal era o de proteger a região conta a invasão dos espanhóis e também o de proteger os fazendeiros, viajantes e tropeiros contra o ataque de índios e animais. O monumento feito em metal mede 3 m e pesa 500 Kg.

Monumento O Trançador
otracador

O monumento foi construído para homenagear os primeiros artesãos serranos que ao longo dos anos, apesar de possuir ferramentas precárias, compensavam com sua habilidade. Os objetos confeccionados eram laços, guaiacas, cabrestos, botas, barbicachos, cangalhas, montarias e toda indumentária de arreios e instrumentos para a lida campeira e com os animais. O monumento esculpido em concreto mede 2m de altura, e está localizado na rua Benjamin Constant, em frente à Fundação Cultural.

Monumento O Tropeiro
o-tropeiro

O monumento homenageia os tropeiros que cruzavam o planalto serrano em viagens ao Rio Grande do Sul. Eles atravessavam parte do país montados sobre um cavalo em busca de gado para levar para São Paulo e Minas Gerais. A região era um ponto estratégico para as tropas, além de ser um ponto de parada para descanso tinha uma visão privilegiada da região, um dos motivos da escolha do local para fundação de Lages. Foi um tropeiro paulista, Antônio Correia Pinto, o fundador da vila que posteriormente se tornaria a cidade de Lages. O monumento foi esculpido em concreto, mede 9m de comprimento e está localizado na Avenida Luis de Camões, em frente ao Parque de Exposições Conta Dinheiro.

Monumento Os Imigrantes
o_imigrante

O monumento homenageia as várias culturas, costumes e a miscigenação de raças que fizeram parte da colonização e povoação de Lages. São imigrantes de origem portuguesa, italianos e alemães, que também foram responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento da cidade influenciando em diversos setores. O monumento foi esculpido em concreto e metais, mede 12m de comprimento e está localizado no entroncamento das avenidas Dom Pedro II e 1° de Maio.

Morro da Cruz
Morro da Cruz

Do Morro da Cruz é possível visualizar a cidade de Lages. Para chegar ao topo do morro, os visitantes têm de subir uma escadaria com 365 degraus. No mesmo local foi erguida uma cruz de onde são feitas orações.

Museu Tiago de Castro
Museu Tiago de Castro

É considerado o maior museu particular do Estado possuindo um acervo composto por imagens e documentos do séc. XVIII e XIX, armas de guerra e de lutas regionais, utensílios de trabalho e domésticos, peças de vestuário e objetos de uso cotidiano. O seu idealizador, Danilo Thiago de Castro, iniciou seu acervo em 1937 aos 17 anos. O museu está localizado na rua Benjamin Constant na esquina com a rua Hercílio Luz. Horário de Funcionamento.

Parque Jonas Ramos
Parque Jonas Ramos

Popularmente chamado de Tanque. Correia Pinto, fundador da cidade, por volta de 1771, teria mandado construir um tanque aproveitando quatro ou cinco fontes naturais que ali existiam para que as mulheres pudessem lavar suas roupas sem serem molestadas por índios e animais selvagens. O local é episódio de uma das lendas mais conhecidas e curiosas da cidade.

Parque Natural João José Theodoro da Costa Neto
Parque Natural João José Theodoro da Costa Neto

Área de 2,34 milhões de metros quadrados, possui mais de 08 mil pinheiros nativos. E entre as diversidade, árvores centenárias habitam animais já ameaçados de extinção como a Gralha Azul.

Parque Pedras Brancas
Parque Pedras Brancas

Localizado a 11 km do centro, via SC 438 que liga Lages a São Joaquim. Este local possui formações rochosas de formas curiosas, sem contar a beleza cênica do lugar. Está localizada nas propriedades da Fazenda Pedras Brancas e é necessário autorização para visitação.

Praça Siqueira Campo - Cacimba da Santa Cruz
Praça Siqueira Campo - Cacimba da Santa Cruz

A Cacimba da Santa Cruz, serviu como fonte abastecedora de água potável para consumo dos tropeiros e viajantes que ali acampavam e para toda a população da Vila de Lages. Tropeiros e viajantes foram incentivados pelo fundador, que fizessem parada e pousada na colina, pois foi argumentado que o local oferecia uma ótima visão da região, pastagem e principalmente água pura e cristalina para o consumo e o privilégio de estarem próximos á Vila. Além da Cacimba, Lages dispunha das águas do Rio Carahá, seus afluentes e finalmente o Rio Caveiras. Com a canalização de água nas residências, a cacimba foi desativada (1968), chegando até com o decorrer do tempo ficar soterrada, mas em 1973 esta foi desaterrada, em 1976 restaurada e hoje é um dos Monumentos Histórico Cultural de Lages.

Salto do Rio Caveiras
Salto do Rio Caveiras

Salto se encontra a 20 km do centro de Lages pela BR 282 em direção a São José do Cerrito. No local existe um grande lago artificial formado pela represa das águas do rio Caveiras e uma usina que fornecia energia elétrica à cidade, hoje usada em situações de emergência. Na represa se forma uma cascata artificial, que permite aos visitantes um gostoso banho de rio. O ambiente é ideal para lazer e descanso e oferece local para acampar e pescar. No Salto acontece anualmente uma das etapas de uma competição de motonáutica e a Festa Mundial do Lambari.


Encontre na serra:
© Copyright 2010 - 2012 Turismo na Serra SC - Seu Guia Turístico da Serra Catarinense